05/12/2013

Yuan chinês substitui o euro como segunda divisa do comércio internacional

Marco Antonio Moreno. Artigo tirado do Esquerda.net (aqui). Tradução de Carlos Santos.

O yuan converteu-se na segunda divisa mais usada depois do dólar no comércio internacional, ultrapassando o euro, segundo a organização de serviços para as transações financeiras Swift. Artigo de Marco Antonio Moreno
O uso do yuan atingiu em outubro uma quota de mercado de 8,66%, face aos 6,64% do euro. Estes números são muito diferentes dos de janeiro de 2012, quando o yuan tinha 1,89% e o euro 7,87%
 
Em concreto, segundo os dados da Swift, atualizados no mês de outubro, o uso do yuan atingiu em outubro uma quota de mercado de 8,66%, face aos 6,64% do euro, como informa a Bloomberg.

Estes números são muito diferentes dos de janeiro de 2012, quando o yuan tinha 1,89% e o euro 7,87%. É uma mudança definitiva, ainda que o yuan continue bastante longe de ameaçar o domínio do dólar, cuja quota de mercado em outubro passado foi de 81,08%, segundo os dados da Swift. Os que mais usaram aquela divisa foram a China -concretamente Hong Kong, Singapura, Austrália e Alemanha.

"O yuan é claramente uma moeda 'top' nos intercâmbios financeiros globais e ainda mais na Ásia", destacou Franck de Praetere, responsável por pagamentos e mercados comerciais para Ásia Pacífico da Swift. Neste trimestre espera-se que sejam assinados acordos para o comércio direto do yuan com a libra esterlina e com o dólar de Singapura. A China esforça-se por aumentar o papel da sua divisa e planeia uma série de reformas para fazer do yuan uma moeda convertível e uma moeda de reserva, algo que poderá atingir dentro de 10 ou 15 anos, segundo estimam no Instituto Peterson (conhecido Instituto para a Economia Internacional).
Postar um comentário